quarta-feira, 5 de abril de 2017

Òsá mèjì fala da importância de dar a parte de Èşù


‘Lanroye (Èşù Òdàrà) era o filho adotivo de Ợbàtálá nesse verso do Odu. Quando os Irúnmọlè estavam vindo do Ìkợlé Ợrùn para o Ìkợlé Aye, Èşù Òdàrà, conhecido como ‘Lanroye, se aproximou de Ợbàtálá e pediu para ser seu filho adotivo quando estivessem na Terra. Ợbàtálá concordou.

Quando eles chegaram na Terra. Èşù Òdàrà (Lanroye) se mudou para a casa de Ợbàtálá como seu filho. Eles estavam vivendo juntos como uma família, cada vez que Ợbàtálá, mandava Lanroye para uma tarefa, ele buscava uma esquiva para não fazê-la. Se essa tarefa era para ser feita em casa, ele fingia uma dor de cabeça ou fingia não ter entendido bem a ordem dada. Algumas vezes, ele simplesmente fugia de casa muito cedo pela manhã e regressava quando todos as tarefas já estavam prontas. Yemoo, a esposa de Ợbàtálá sempre se queixava, porém, logo se acostumou com as maldades de Lanroye. Era muito pior quando ele era enviado a fazenda. Ele colocava no cesto, a enxada, o facão e deliberadamente causava uma chuva para se assegurar que todos os caminhos ficassem cobertos e o rio transbordasse e não fosse possível atravessar. Às vezes, Lanroye era mais natural, especialmente se Ợbàtálá escolhia leva-lo para a fazenda a força. Ele provocava o colapso na ponte ou usava seu Ado Ase, instrumento de poder, para causar dor de cabeça, mal de estomago ou enjoos em Ợbàtálá. Isso os forçava a retornar para casa. Lanroye retornava para casa triunfante.
Ợbàtálá e Yemoo eventualmente consideravam Lanroye o menino como o problema da família.
Um dia, Lanroye decidiu pagar todos os bons gestos de seus pais adotivos. Ele disse que tinha praticado muitas ações más e lhes havia infligido muitas dores e a única forma de recompensa-los seria de uma forma que eles jamais esqueceriam.
Quando ele decidiu fazer isso, estava em sua mente:
Como poderia recompensar seus pais, quando ele nunca havia trabalhado?
Como ele poderia mostrar gratidão quando na verdade ele tinha apenas poupado sua energia?
Como ele poderia mostrar gratidão pelos bons gestos que eles fizeram, quando ele era um vagabundo sem disposição para realizar qualquer tipo de trabalho?
Logo, ele teve uma ideia de como fazer isso de forma exitosa. Ele buscou dentro de sua bolsa de magias e tirou uma ideia genial na qual converteria seus pais em pessoas de sucesso da noite para o dia, sem ferir ou provocar dor em qualquer pessoa.
Um dia, muito cedo pela manhã, Ợbàtálá acordou Lanroye e lhe instruiu para se preparar para ir a fazenda. Para surpresa de Ợbàtálá, Lanroye rapidamente se colocou à disposição. Ele embrulhou alguns facões e enxadas, colocou tudo em uma cesta e disse à Ợbàtálá que estava pronto, mesmo sem o café da manhã. Incapaz de saber se essa atitude era verdadeira ou falsa, Ợbàtálá sugeriu que havia a necessidade de primeiro se alimentar, antes de partir, porém, Lanroye respondeu que eles comeriam quando chegassem a fazenda, uma vez que havia muito trabalho para ser feito nesse dia. A fim de não perder esse entusiasmo, Ợbàtálá concordou com seu filho e os dois saíram para a fazenda logo cedo pela manhã.
Na metade do caminho para a fazenda, Lanroye disse a seu pai que ele tinha a necessidade de esvaziar seus intestinos em uma moita ali perto. Ele disse a seu pai que seguisse caminho e o encontraria no caminho. Ợbàtálá seguiu seu caminho e disse a seu filho que não demorasse a chegar. Logo que Ợbàtálá sumiu de sua vista, Lanroye deixou a cesta na trilha, pegou o facão e se dirigiu mato a dentro. Ele buscou um bastão cheio de espinhos e se dirigiu para o caminho do mercado. Ele buscou uma posição estratégica e ficou ali. Logo que ele viu algumas pessoas vindo no caminho do mercado, Lanroye começou a cantar, agitando seu bastão de espinhos de um lado ao outro de forma ameaçadora dizendo:

Por favor permita à Bara entrar (na casa)
Se você recusar
Você não verá o bastão que Lanroye carrega.
Qualquer um que ofereça ebo,
Èşù apoiará essa pessoa
Ele ou ela será abençoado com riquezas e filhos
Èşù apoiará essa pessoa
Èşù apoiará essa pessoa
Latopá, Latopá Èşù gongo!
Latopá, Latopá Èşù gongo!

Quando os viajantes do mercado escutaram à música de Lanroye e viram o bastão com espinhos em sua mão, eles suspeitaram que tinham duas opções: Recusar oferecer o ebo como Èşù havia dito ou incorrer em sua ira, ou oferecer o ebo e receber as bênçãos (riquezas, filhos, sucesso nos negócios e etc.). Todos eles escolheram o último. Rapidamente ele estava cheio de contas, roupas, alimentos, ouro, prata, marfim, esmaltes e etc. Todas as pessoas estavam dividindo tudo o que tinham trago para vender no mercado e davam a metade a Lanroye. Eles eram abençoados por Lanroye imediatamente, eles estavam se tornando vencedores dentro de seus empreendimentos na vida.
Lanroye instruiu a eles que levassem todas as coisas para dentro da casa de seus pais. Eles assim agiram. Antes do meio dia, toda a casa estava repleta de presentes, não havia mais espaço para guarda qualquer coisa. Alguns deles escolheram ir ao mercado e vender seus produtos e trazer o dinheiro, no entanto, no meio da tarde, já não havia lugar para guardar dinheiro na casa de Ợbàtálá. Yemoo que estava na casa quando tudo isso começou não podia pronunciar uma palavra, dado seu espanto. Ela não sabia o que dizer ou fazer.
Nesse momento, Lanroye estava indo de porta em porta, batendo seu bastão e cantando a canção, todas as pessoas estavam dividindo seus pertences em duas partes iguais e enviando a metade para Ợbàtálá, aqueles que estavam vendendo, vendiam e levavam o dinheiro para a casa de Ợbàtálá.
Nesse momento (no meio da tarde) Ợbàtálá estava do lado de fora com muita raiva. Ele decidiu que tinha sido muito complacente com Lanroye. Ele decidiu dar a ele uma lição de vida, que ele nunca mais esqueceria. No momento que começou a anoitecer, Ợbàtálá estava furioso. Ele estava regressando, vociferando e em estado de fúria. Quando entrou em sua casa, ele encontrou muitas pessoas olhando com olhos estranhos, eles o perturbaram mais ainda, ele prometeu a si mesmo que tiraria Lanroye de casa naquele dia. Quando ele chegou em sua casa, ele viu uma multidão vendendo e comprando em frente sua casa. Ele temporariamente esqueceu sua raiva em meio à confusão. Ele viu muitas pessoas saudando e felicitando a ele por seu sucesso.
Ợbàtálá pediu para ver sua esposa imediatamente, pois, não tinha conseguido chegar dentro de casa. Quando ele viu Yemoo, ela explicou que tudo que tudo que ele estava vendo era fruto do trabalho de Lanroye. Todos os fazendeiros haviam vendido seus produtos com sucesso, os negociantes haviam vendido com sucesso todas as suas mercadorias, os caçadores haviam vendido com sucesso todas as peças que haviam caçado na floresta, os viajantes tiveram sucesso em suas viagens e metade de tudo isso, era o lucro da família de Ợbàtálá, simplesmente por que Lanroye tinha tornado tudo isso possível.
Em vez de raiva, Ợbàtálá estava olhando para Lanroye e o abençoando do fundo de seu coração. Em somente um dia, um milagre que mudaria a vida de alguém, havia acontecido. A família de Ợbàtálá e seus vizinhos que tinham dormido sem nada e acordaram com abundância, por que Lanroye, seu antigo desobediente havia tornado isso possível para eles.

Àgbàdo o y’oluwa ko r’ọmọ l’ẹyin eesuu
Foi quem lançou Ifá para Ợbàtálá
Que teria ‘Lanroye (Èşù Òdàrà) como seu filho
Ele foi aconselhado a oferecer ebo.
Por favor permita Bara entrar (na casa)
Se você recusar
Você não verá o bastão que Lanroye carrega.
Qualquer um que ofereça ebo, Èşù apoiará essa pessoa
Ele ou ela será abençoado com riquezas e filhos
Èşù apoiará essa pessoa
Èşù apoiará essa pessoa
Latopá, Latopá Èşù gongo!
Latopá, Latopá Èşù gongo!
Venham e nos encontrem em meio a felicidade.
Venham e presenciem todo o ire da vida.

Epá Odù. Epá Òrìşà.


Ire aláàfia

Ifá Dida1
Oluwo Popoola

Tradução:
Odé Ợlaigbo

Um comentário:

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.