sexta-feira, 11 de março de 2016

A gratidão



Saber o preço e o valor das coisas e de alguém apenas significa que a essa pessoa acredita que tudo se consegue com dinheiro, que o dinheiro o compra tudo e isso não é correto, pois, existem coisas que não tem preço e nem valor. E quando se lida com a gratidão no dia a dia, com o agradecimento, eu diria que seu significado é:

Seja agradecido

1- Agradeça diariamente pelas coisas que você viveu:
A vida é sagrada, logo, agradeça sua saúde, o seu bem estar que lhe foi ofertado, seus dons e talentos e os sentidos como: A visão, audição, fala e locomoção.

2- Agradeça aos nossos antepassados, nossos pais e todos aqueles que vieram antes, porquê sem eles não estaríamos aqui, não estaríamos vivos. Por isso lhes rendemos homenagens e honrarias, logo, nossa família, irmãos, filhos, tantos sanguíneos como os de òrìşà, devem agradecer a bênção de ter sido consagrado!
Devemos agradecer aos amigos e ao amor. Ao que damos e recebemos, sejam bens materiais ou não, agradecemos o nosso teto, nossas roupas, nossa comida, nosso país, nossa terra, o planeta onde vivemos apesar de nossas diferenças, pedimos tolerância e paz para todos.

3- Agradecemos os problemas por que deles saímos fortalecidos em nossa fé. Tentamos conviver com nossa pilha de defeitos, com nossas virtudes, nossas misérias, as coisas boas e as coisas odiadas.

4-  Agradecemos até mesmo pelas circunstâncias mais tristes, porém, sabemos que nunca estamos sozinhos, sempre recebemos a ajuda de uma divindade, de uma ancora, uma chave para abrir uma nova porta. Todos os dias temos a perturbação do estado de espírito do Mundo, da intransigência, do fanatismo, da idolatria, da trapaça (como é difícil não explodir ante a traição), da inveja, do ódio e dos males que levamos dentro de nós, porém, damos graças por uma nova oportunidade que recebemos a cada dia.
Damos graças pela esperança e inversamente somos mal agradecidos, é quando uma pessoa atua como sendo o centro do universo, ela acredita ser melhor que todos e não fornece um gesto de agradecimento, um sorriso ou as coisas boas que tem na mão.
 
Na vida há amigos e inimigos, muitos vêm naturalmente e muitos são amigos de longa data, de infância, escola, faculdade e etc., mesmo que você tenha se distanciado desses amigos e dos familiares, não dando chance para fofocas ou calunia, todavia, quando esse mal e o desprezo nos atingem vemos que não somos tão perfeitos como supomos e sentimos ódio, rancor, inimizade e todas as emoções que chamamos de negativas, porém, quando vivemos o suficiente para sabermos que o tempo de vida é valioso, é sagrado e digno, não ficamos mais perdendo tempo dando cores ao negativo, temos que nos agarrar a vida, a boa vida, ao bom humor, a alegria que sucede um bom acontecimento, os milagres que recebemos diariamente e a fé que temos.
Sorrir é a melhor terapia.
Devemos amar, curar e doar...
Até que passemos para um outro plano.
Em  Òşé’Ògúndá (Òsé-Ọmọlu) Ifá diz:

Ọrúnmìlà disse:
Sejam gratos
Eu digo que precisamos ser gratos
Ele pediu que os ratos fossem agradecidos
Os ratos perguntaram:
Por quê?
Ọrúnmìlà respondeu que era pela gratidão da comida e bebida recebida (que os ratos desfrutam).
Os ratos disseram que não precisavam agradecer
A consequência da ingratidão do rato está refletida na morte cruel dos ratos.
Ọrúnmìlà disse:
Sejam agradecidos.
Eles pediram aos peixes que fossem agradecidos
Os peixes perguntaram:
Por quê?
Ọrúnmìlà respondeu que isto era pela gratidão em receber alimentos e bebidas (que os peixes desfrutam).
Os peixes disseram que não precisavam agradecer
A consequência da ingratidão do peixe está refletida na morte cruel dos peixes.
Ọrúnmìlà disse:
Sejam agradecidos.
Eu digo que devemos ser agradecidos
Eles pediram às aves que fossem agradecidas
As aves perguntaram:
Por quê?
Ọrúnmìlà respondeu que isto era pela gratidão em receber alimentos e bebidas (que as aves desfrutam).
As aves disseram que não precisavam agradecer
A consequência da ingratidão das aves está refletida na morte cruel das aves.
Ọrúnmìlà disse:
Sejam agradecidos.
Eu digo que devemos ser agradecidos
Eles pediram à fera que fosse agradecida
A fera perguntou:
Por quê?
Ọrúnmìlà respondeu que isto era pela gratidão em receber alimentos e bebidas (que as feras desfrutam).
As feras disseram que não precisavam agradecer
A consequência da ingratidão das feras está refletida na morte cruel das feras.
Ọrúnmìlà disse:
Sejam agradecidos.
Eu digo que devemos ser agradecidos
Ele pediu aos humanos que fossem agradecidos
Os humanos perguntaram:
Por quê?
Ọrúnmìlà respondeu que isto era pela gratidão em receber alimentos e bebidas (que os humanos desfrutam).
Somente os humanos perceberam que deveriam agradecer
Ifá, eu vim para mostrar a minha gratidão.
Se você recebe a bondade,
Precisa mostrar gratidão
Estou aqui para mostrar minha gratidão.



Isto mostra que Ifá/Òrìşà estará sempre pronto a ouvir o nosso grito de ajuda. Ifá/Òrìşà dizem que a vida de seus filhos (seguidores) é mais propensa a serem recompensadas que a vida das outras pessoas. Isto por que Ifá/Òrìşà escutam as orações de seus seguidores e os atende de uma maneira que eles jamais se arrependerão.
De qualquer maneira, Ifá/Òrìşà esperam gratidão daqueles que forem assistidos. Isto é para garantir a assistência continua de Ifá/Òrìşà. Aqueles que foram assistidos e não conseguem mostrar sua gratidão a Ifá/Òrìşà, não devem esperar sua ajuda novamente. Por outro lado se a graça alcançada é reconhecida com certeza outras viram.

A única moeda com que podemos pagar a benevolência é a gratidão. Se você mostrar gratidão, a pessoa que mostrou benevolência fica feliz e pronta para continuar benevolente. Esta é a forma que supomos ser digna na vida. Este é o modo de vida que precisamos para viver em paz. Aqueles que não demostram gratidão pelas coisas pequenas não podem ser um seguidor de Ifá/Òrìşà. Aquele que tem o hábito de mostrar ingratidão aos seus benfeitores, sendo eles: humanos, ancestrais ou Irunmọlẹ, estarão se desqualificando automaticamente na pretensão de pertencer à família de Ifá. Eles não podem dizer que pertencem a este grupo.
Para ser um seguidor de Ifá/Òrìşà, devemos sempre mostrar gratidão, não somente por que queremos mais benevolência de Ifá, dos Irunmọlẹ, Ancestrais ou qualquer pessoa, mas sim para sermos capazes de manter este privilégio de pertencer no precioso círculo de filhos e seguidores de Ifá/Òrìşà.



Por: Odé Ợlaigbo 

Texto consultado: Ifá a Chave do Conhecimento - Fasina Falade
Tradução: Odé Ợlaigbo

2 comentários:

  1. Odé Olaigbo,

    Belíssimo texto! Os zeladores de fé sofrem muito com "Ingratidão", não é fácil seguir os conselhos de meu Pai Òsògìyán - Respeito e gratidão caminham juntos.

    Àse

    ResponderExcluir
  2. A Religião é aprendizado Baba Fernando. Após, aprenderem nossa cosmogonia e entenderem o nosso papel, o deles e do òrìsà dentro do Universo, talvez possam compreender o papel de Olodumarè. Então, ficaram gratos por conhecerem a Verdade (Òtító), alguns colhem esse fruto rapidamente, outros levam anos, outros não conseguem ver esse fruto madurar e assim seguimos, instruindo, ensinando e cuidando.

    Ire alaafia Baba.
    Mo beere surè.

    ResponderExcluir

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.