domingo, 26 de julho de 2015

Òsé mèjì



Onde nós vemos Cinco Mais Velhos
Òrìşà diz que nós devemos oferecer sacrifício.
Você vê o caminho que Òrìşà diz que isto está acontecendo?
O pássaro Viúva
Que divina gradativamente,
Pássaro Arerekosun
Que divina para muitas pessoas de uma só vez
Lançaram Ifá para Ọrúnmìlá.
Ọrúnmìlá estava indo para a praia procurando todas as bênçãos
Do outro lado da lagoa.
Ọrúnmìlá estava indo para a praia
Do outro lado da lagoa.
O local onde ele estava indo, poderia ser bom para ele?
Eles disseram que ele deveria fazer um sacrifício.
O que deveria ele oferecer?
Eles disseram que ele deveria oferecer 10.000 cauwries no lado direito;
Que ele deveria oferecer 10.000 no lado esquerdo;
Eles disseram que ele deveria oferecer galinha de cinco dedos;
Eles disseram que ele deveria oferecer cinco pombos.
Eles disseram que Ọrúnmìlá deveria ter cinco nozes de cola;
Eles disseram que ele deveria ir para seu pai;
Eles disseram que ele deveria ir para receber poder.
Ọrúnmìlá juntou o sacrifício, ele ofereceu o sacrifício;
Ele aplacou os deuses.
Quando Ọrúnmìlá chegou à praia
Tudo que Ọrúnmìlá fazia
Era completado no mesmo dia
Ọrúnmìlá tornou-se rico, ele era rico.
Quando Ọrúnmìlá retornou
Ele dançava, ele se alegrava;
Ele louvava os divinadores,
E os divinadores louvavam Òrìşà
Que os divinadores falaram a verdade.
O pássaro Viúva,
Que divina gradualmente,
O pássaro Arere kosùn,
Que divina para muita gente ao mesmo tempo.
Lançaram Ifá para Ọrúnmìlá.
Ọrúnmìlá estava indo para a praia buscando bênçãos
Nós ouvimos e oferecemos o sacrifício;
Nós aplacamos os deuses;
Não demorará muito, não está muito longe,
Você me verá em abundância de bênçãos.
Òrìşà diz que uma benção de riqueza é o que ele prediz.
Como disse Òrìşà,
Onde nós vemos Cinco Divindades Mais Velhas.

1.         Viúva sarapintada africana (Motacilla aguimp vidua).
2.         Não identificado. Foi descrito como um pequeno pássaro com penas vermelhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.