sexta-feira, 3 de julho de 2015

Òsá mèjì II



A pequena árvore, a pimenteira,
Aquele que vem para a Terra e nunca desaparece
Jogou para Olómó1
Que gerou uma pequena criança no âmnio (A bolsa amniótica).
Havia Olomo, estará ela apta para ter filhos na terra?
Eles disseram que ela deveria ir e oferecer um sacrifício.
O que poderia ela oferecer?
Eles disseram que ela deveria oferecer 18.000 cauwris;
Eles disseram que ela deveria oferecer muitos panos coloridos;
Eles disseram que ela deveria oferecer carne de carneiro.
Olomo juntou o sacrifício, ele ofereceu o sacrifício;
Ele aplacou os deuses.
Eles pegaram a carne de carneiro
E eles fizeram medicina para ela,
E ela a comeu.
Quando ela deu à luz, ela deu à luz nove filhos.
E ela vendeu óleo de palmeira.
Que mãe é ela?
Ela é a Mãe que gera nove
É assim que Ợya tornou-se Iyansan, a Mãe de nove.
A carne de carneiro que ela comeu para gerar filhos.
Nunca mais seus lábios tocaram;
Eis porque ela não come carneiro.2
Olomo dançava, ela regozijava-se;
Ela louvava os divinadores, e os divinadores louvavam Òrìsá
Que os divinadores estavam falando a verdade.
A pequena árvore, a pimenteira;
Aquele que vem para a Terra e nunca desaparece
Jogou para Olomo que gerou filhos pequenos no âmnio.
Cantiga do pássaro Tecelão Malhado,3
Deus! Como fazer o mercado uma casa para o divinador,
Cantiga do pássaro Tecelão Malhado.
Como Òrìsá falou.
Nove Òsá.4              

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.