quinta-feira, 25 de junho de 2015

Ògúndá mèjì


Alágbara ni nso kún Ade, foi um dos que consultaram Ifá para Ògún,
E lhe aconselharam que sacrificasse um cutelo, um galo e um inhame assado.
Ifá disse que o cutelo seria a chave para a prosperidade de Ògún, ele teria que carregá-lo para onde quer que fosse, e mandaram que comesse o inhame assado.
Quando ele estava sedento, ele foi beber água no rio.
Depois de beber água, ele percebeu que haviam duas pessoas que lutavam pôr causa de um peixe que haviam pescado.
Ògún então, aconselha-os a pararem a briga e irem para suas casas e compartilharem o peixe.
Eles se recusam, o primeiro homem diz que veio do leste e o segundo diz que veio do oeste.
Depois de ouvir as explicações deles, Ògún pega o cutelo que tinham dado à ele e aconselhado a sempre leva-lo junto, para partir o peixe em dois.
Cada um dos homens pegou sua parte do peixe, pediram à Ògún que usasse do seu cutelo para abrir um caminho que os levassem de volta para suas casas, e prometem à Ògún enriquecer sua vida, se ele atendesse o pedido deles.
Assim, Ògún fez.
E desde esse dia foi chamado de Ògúndá méjì.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.