quarta-feira, 25 de março de 2015

Até onde Ifá está interessado em gravidez?

Uma mulher que teve quatro nascimentos (independentemente de bebês estarem vivos ou não) consideramos que ela teve quatro gravidezes enquanto uma mulher grávida que teve um aborto aos sete meses não é considerada que tenha tido Gravidez. A razão pela qual se considera que uma mulher teve gravidez, é por que ela deve ter passado pelo nascimento, no sentido real. O termo médico mais íntimo para gravidez é gravida, embora gravidez tenha um significado mais amplo que vai além da gravidez.
A gravidez é uma coisa que a maioria das mulheres tem ansiedade em descobrir, sempre desejam saber se estão grávidas ou não. Na maioria dos casos, a notícia chega dizendo que uma mulher está grávida e é cumprimentada por todos, especialmente com o entusiasmo natural entre os mais recentemente matrimoniados. É uma manifestação física da fertilidade da mulher. Por outro lado, a maior parte dos problemas de união são causadas pela esterilidade de uma mulher. Em alguns casos, levam ao divórcio, enquanto alguns homens recorrem a poligamia, tudo em uma tentativa de ter uma criança com sucesso quando tê-los dessa forma, seriam muitos mais problemático na visão ocidental e normal dentro da cultura nigeriana.
Da mesma forma, a gravidez pode ser essencialmente uma fonte de cuidados e / ou problemas se (um casal) não estão prontos para isso, ou o recém-concebido não é desejado. Isso pode levar ao aborto, que é um comportamento pecaminoso ou abandono do recém-nascido, matando o bebê ou em algumas culturas com própria venda do mesmo ou até mesmo usá-lo para fins ritualísticos.
A gravidez não é notada até que a mulher sente a falta de sua menstruação ou quando ela começa a ter alguns novos sentimentos, gostos ou sintomas estranhos, e, em seguida, ela visita o especialista para determinar a causa do sintoma. Para que a gravidez ocorra, deve haver relações sexuais entre macho e fêmea e o espermatozoide se una com ou fertilize o óvulo feminino. Isto é chamado de "concepção" e imediatamente depois, o zigoto é multiplicado por dois primeiramente e, em seguida, ainda mais por meio de um processo de divisão e multiplicação celular. De acordo com as escrituras de Ifa em uma estrofe de Òdí méjì, Ifá diz que o órgão reprodutor de um homem não pode procriar sozinho, sem a fusão com o órgão reprodutor da fêmea. Os dois devem copular para que um novo ser seja criado.
A estrofe diz assim

Òdí Méjì:

Um prato gigante caiu, rolando para baixo e pousou no caminho (apelido de um Awo).
Foi o Awo que lançou Ifá para Ìdí'kùnrin (o órgão reprodutor masculino).
Ele também lançou Ifá para Ìdí'bìnrin (órgão reprodutor das mulheres).
Quando lamentavam sua incapacidade de ter filhos.
Eles foram advertidos a fazer oferta, eles fizeram.
Quando o órgão reprodutivo está sozinho (desacompanhado)
Não haverá descendência
Mas quando os dois órgãos diferentes copulam,
Nós seremos abençoados com nossa descendência.

Neste Odu, Ifa também diz que, no início, havia uma segregação de gênero, onde homens e mulheres viviam separadamente. Sempre que os homens tentavam invadir a terra de mulheres, eles normalmente eram rechaçados. Foi preciso a intervenção de Irùnmolè na situação para ela voltasse ao normal, esse ato, rechaço, era contrário à missão de Olódùmarè, que buscava a procriação dos seres humanos. Portanto, eles foram misturados e começaram a fazer de acordo com a vontade de Olódùmarè. No futuro, eles foram abençoados com novas crianças.
Isso também é explicado por um outro versículo em Éjì Ogbè. Na estrofe, Ifa reitera a necessidade de acasalamento dos órgãos reprodutores masculinos e femininos. Narra uma história Ògo tééré (a glória fina, o órgão genital masculino), que queria ir para a terra de Eyin Ìwợnràn, a parte de trás do buraco sem fundo (os órgãos genitais femininos) para participar de um duelo entre eles.
Ògo tééré foi consultar Ifá, o Awo aconselhou-o a oferecer sacrifícios para o resultado de seu duelo com Èyin Ìwợnràn (o órgão genital feminino) fosse frutífero. Ele virou-se e dirigiu-se a Èyin Ìwợnràn.
Quando chegou ao seu destino, Ògo tééré se envolveu em um duelo com Èyin Ìwợnràn e finalmente foi bem sucedido e voltou para casa com um bebê forte.
O duelo entre Ògo tééré e Èyin Ìwợnràn estabelece através de Ifá, na comunicação sexual entre homem e mulher e no final acontece a fecundação, resultando na gravidez e no futuro culmina em um bebê nascido.
A estrofe de Èjì Ogbè diz:

Ọ̀tọ́ọ́tọtọ́
Ọ̀rọ́ọ́rọrọ́
Separadamente nós consumimos amendoim
E separadamente nos consumimos a semente preta
Com diferentes estilos nós consumimos fungos
O que pertence ao Orí é para Orí
O que pertence a Oòré é para Oòré
O que pertence a Ori e Oòré se oferece a Ợbamakin na Terra de Ìrànjé.
Para abençoar-nos como nosso coração deseja
Estas foram as declarações de Ifá para Ògo tééré
Ao ir se envolver em um duelo com Èyìn Ìwợnràn
Ele foi aconselhado a oferecer sacrifícios.
Ele cumpriu.
Complacência em oferecer reverte a teu favor
O não cumprimento não favorece de forma alguma.
No devido tempo, venha conhecer-nos no meio de muitas crianças.
Entre inúmeras crianças nos encontramos no pé do òrìsà.
O duelo que nós fizemos, nos comprometendo na esteira de dormir.
Produzirá um lindo bêbe.
Ifa diz que sem esperma, nunca poderá haver reprodução. Sem a reprodução, a raça humana deixaria de existir. Ifa diz que, no corpo de um homem, existem três substâncias como a água, além do sangue.
Estas são Itó (saliva) Ìtò (urina e suor, que também é parte de urina); e Àtò (esperma).
Apenas o esperma Àtò pode provocar a reprodução. É a única substância que pode fertilizar o óvulo. Itó, a saliva não consegue fazê-lo. Ìtò, a urina também não pode fazê-lo.

Em Òfún-Nara (Òfún - Ogbè), Ifá diz:

O facão afiado (apelido do Áwo)
Foi quem jogou para Ifá para Itọ́, a Saliva.
Saliva foi aconselhado a oferecer ebo e não morrer sem se reproduzir.
Ganngan, o facão forte
Também lançou Ifá para Ìtọ̀, o suor ou urina.
A urina também foi aconselhada a oferecer ebo e não morrer sem se reproduzir.
Ganngan, o facão forte
Também lançou Ifá para Àtọ̀, o esperma (espermatozoide).
Ele também foi aconselhado a oferecer ebo e não morrer sem se reproduzir.
Somente Àtọ̀, o esperma, sacrificou.
A saliva e o suor são um desperdício.
A urina ou suor derramado são inúteis.
Somente Àtọ̀, o esperma, ofereceu ebo e se reproduziu se convertendo em um novo ser, um bebê.


Este Odù Ifá explica que Itó, Ìtò e Àtò são membros do corpo humano masculino. Todos são substâncias como a água, produzidas pelo corpo e seus nomes são homônimos. Dentre estas substâncias, apenas Àtò, o esperma, (espermatozoides) foi capaz de fertilizar o ovo de uma mulher e produzir um novo bebê, para perpetuar a raça humana.

Texto de Solagbade Popoola
Versos de Ifá pertencem a memória do povo yorùbá e as pessoas do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.