segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Òfún'dí

Você contraiu seu ânus
E você peidou (você soltou um peido)
Você falou em calúnia (críticas, resmungos)
Você não está desculpado
Você mesmo pediu-lhes para chamar uma testemunha ocular
Adivinhação foi lançada para o mentiroso na noite passada
Aquele que chegou ao mercado e permaneceu com seu filho
Esta mulher específica chegou ao mercado
Ela tem seu bebê nas costas
Quando ela chegou a um estábulo
Onde ela geralmente compra as coisas dela
Ela se abaixou e rapidamente, ouviu-se uma audível explosão (perceptível)
Ela peidou
Conforme ela atendia,
As pessoas ouviram o seu peido
Ela bateu nas costas do bebê
Foi esse menino que peidou
Ela o acusou
A criança nas costas ouviu tudo
Por que minha mãe mentiu contra mim?
O menino caiu em um choro estridente
Pelo período de tempo em que esteve no mercado e em sua jornada para casa
O menino ainda estava chorando
Ele se recusou a parar de gemer
Eles entraram em casa muito tarde naquele dia
A criança não parou de chorar
Eles tentaram toda sorte de jeitos de acalmar o bebê, sem efeito
O que nós vamos fazer?
Os pais não pediram desculpas
Eles decidiram consultar Ọrúnmìlá
Ajude-nos!
Devido à manipulação mágica, do sacerdote da casa de Ọrúnmìlá
Sua mãe é a causa, disse Ọrúnmìlá
Tente se lembrar exatamente o que você fez com ele
Ela tentou se lembrar de todas as suas ações para com a criança
Ela disse, exceto no mercado ontem
Onde eu peidei entre as pessoas
E eu menti dizendo que foi o meu filho
Você deve voltar para o mesmo mercado, disse Ọrúnmìlá
Você deve dizer alto e repetidamente e confessar com a sua boca
Aquela pessoa ontem que peidou
Não foi o garoto nas minhas costas
Fui eu.
Ọrúnmìlá orientou a fazer.
Não foi o meu filho que peidou
Fui eu
A mãe, então, voltou ao mercado
Sem perder tempo chamou toda a atenção
A flatulência da noite passada
Fui eu que fiz
Não foi o meu filho
A criança parou de gritar abruptamente
Ela disse que contraiu seu ânus
E peidou
Eu falei calúnia
Eu não me desculpei
Eu mesma pedi-lhes para chamar uma testemunha para confrontar
Adivinhação foi lançada para o mentiroso ontem à tarde
Que chegou ao mercado e peidou
E estava mentindo dizendo que foi seu filho
A pessoa na tarde de ontem que peidou
Realmente foi a mãe
Não foi a criança a pessoa que causou a confusão noite passada. 

Caráter, isto é tudo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.