sexta-feira, 19 de abril de 2013

Yemojá e Obàtálá

 
 
Yemojá
 
 

Oríkì Yemojá

 Báálé
Yemojá ágbódò dáhùn ire
Iyá mi.
Aseperiola.
Abèrìn èye lénu
Ìwo l'oko mi
Abìrìn iyì lésè méjèjì
Olówó Orí mi
Omi owó kò wón nílé wa
Omi là bureke
Yemoja a tó f'ara tì bí òkè
Ol'ómi nílé bí egbele
Òrìsà tí nfi omi tútù wo àrùn
A wo àrùn fún olomo má gba èjé
Yemoja a tún orí eni tí kò sunwòn se
Túbò tún Orí mi se kalé o.
Àse.

Báálé!
Yemojá, de dentro das águas, responde com o bem.
Minha mãe, que pode ser chamada para trazer a prosperidade.
A que sorri elegantemente.
Você é minha Senhora.
Louváveis são os passos de seus pés.
Dona do meu Orí.
Que a água que traz prosperidade não falte em nossa casa.
Água em abundância.
Yemojá, firme como a montanha, nela podemos nos apoiar.
Possui casa formada por muitas águas.
Òrìsà que cura doenças com água fria.
Que cura as doenças sem pedir sangue aos familiares do doente.
Yemojá, que melhora o mau Orí.
Melhora o meu Ori, até o fim da minha vida.
Àse.

 
  
 

 
Obàtárìsà
 
 

Oríkì Obàtálá
 
Obàtálá  Obàtárìsà.
Obà tápàtápà ti ba ode gbe awon Iranje.
Anireniwa.
Aniwanire.
Oko abuke.
Oko aro.
Oko arara bori pete.
Oro oko afin.
Abijo odun gbogbo bi.
O ala ninu dom.
O alá ninu ji.
O alá dide tinu.
Obàn’lá oko Yemòówó.
Àse.
 
ObàtáláObàtárìsà.
Ele que é tão pesado como elefante.
O rei forte.
Que vive com eles na cidade de Iranje.
Que tem bênçãos e bom caráter.
Que tem bom caráter e bênçãos.
O pai do corcunda.
O pai do coxo.
O pai do anão, com uma cabeça chata.
Espírito, pai dos albinos.
Ele há quem todo dia é como um dia de festa.
Ele dorme em um pano branco.
Ele acorda em um pano branco.
Ele sobe o pano branco.
Grande rei, o marido de Yemowó.
Àse

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.