quarta-feira, 4 de maio de 2011

ÀBORÚ, ABOYE, IBOSÍSE.




Este é um dos itons que explicam o porque usamos estas palavras para cumprimentar um Babalawo.
Existem outros que explicam de forma diferente, porém, o objetivo final é pedir bençãos ao Pai do Segredo, o Babalawo.

ÀBORÚ ABOYE ÀBOSÍSE, SÃO AS CONTRAÇÕES DAS PALAVRAS:
KÍ EBÓ FIN, KÍ EBÓ DÁ, KÍ EBÓ O SE.
ISTO QUER DIZER (MEU SACRIFÍCIO SERÁ AUTORIZADO,
MEU SACRIFÍCIO SERÁ ACEITO,
MEU SACRIFÍCIO SE MANIFESTARÁ).

ITAN
ORUNMILA FOI ACUSADO ANTE OLODUMARE E TINHA QUE RESPONDER A SEIS ACUSAÇÕES FEITAS, PELAS OUTRAS DEIDADES. ANTE DE IR, CONSULTOU IFA QUE MANDOU-LHE FAZER SACRIFÍCIO COM UM MACACO. ÒRÚNMÌLÁ O FEZ.
ELE FOI DESCULPADO DAS ACUSAÇÕES.
DEPOIS DESTE INCIDENTE, NASCERAM TRÊS FILHOS.
ELE CHAMOU O PRIMEIRO FI-OBO-RU (O MACACO SE USOU PARA O SACRIFÍCIO), O SEGUNDO FI-OBO-YE (O MACACO FOI USADO PARA VIVER) E O TERCEIRO O CHAMOU DE FI-OBO-SISE (O MACACO SE USA PARA CHEGAR).
A SEGUNDA HISTÓRIA QUE RECITOU, FOI ASSIM. HOUVE UM TEMPO EM QUE A ÒRÚNMÌLÁ LHE FOI MARCADO EBO, MAS NÃO TINHA DINHEIRO PARA FAZÊ-LO, ELE FOI ATÉ SEUS FILHOS, E IBORU LHE DEU 2000 CARACÓIS.
IBOYE LHE DEU 2000 CARACÓIS E IBOSISE LHE DEU OUTROS 2000 CARACÓIS, COM ESTE DINHEIRO ELE COMPROU UMA GALINHA, POMBAS E OUTRAS COISAS NECESSÁRIAS PARA O EBÓ. DEPOIS DE FEITO, ELE CONVIDOU MUITAS PESSOAS PARA QUE FOSSEM COMER E OS CONVIDADOS O CONGRATULARAM PELO FESTIN DIGNO DE UM REI, MAS ELE LHES DISSE:
“NÃO AGRADEÇAM A MIM POR ISSO, E SIM À IBORU IBOYE IBOSISE”.
EM ALGUMAS PARTES DA TERRA YORÙBÁ, AS PESSOAS SEGUEM FALANDO ASSIM. ELES DIZEM, “ÀBORÚ ABOYÈ, IBO SÍ SÉ”.
O DIALETO CONHECIDO COMO ÒNKÒ, NÃO SE LIMITA SÓ A REGIÃO DE ÈGBÁDO E SIM  A VÁRIAS PARTES PRÓXIMAS TAMBÉM.
“ÀBORÚ BOYÈ”, OU “ÀBORÚ BOYÈ, BO SÍSÉ”.
O PRIMEIRO SIGNIFICA: “QUE SUAS “OBRAS SEJAM BENDITAS E ACEITAS”,
A SEGUNDA SIGNIFICA: “QUE SUAS OBRAS “SEJAM ACEITAS”.
A RESPOSTA DE UM BABALÁWO É:
“AGBÓ, ATÓ, ÀSÚRE, “ÌWÒRÌ'ÒFÚN”, QUE SIGNIFICA:
“QUE TENHA UMA VIDA LARGA E SAUDÁVEL E RECEBA AS BÊNÇÕES DE ÌWÒRÌ'ÒFÚN”.
“ÌWÒRÌ'ÒFÚN” É UM ODÙ DE IFÁ.
ÌWÒRÌ À DIREITA, ÒFÚN À ESQUERDA. USAMOS ESTE ODÙ PARA ABENÇOAR ÀS PESSOAS.
IGUAL USAMOS ÒSÉTÚRÁ, ESPECIALMENTE PARA AS BÊNÇÃOS DURANTE UM SACRIFÍCIO.

OGBO ATO!

(FONTE IFÁ E ORISA)


IKÁ FUN

O CÓDIGO ÉTICO DE IFÁ - OS DEZESSEIS MANDAMENTOS DE ÒRÚNMÌLÁ EM IKAFUN.
O CÓDIGO ÉTICO DE IFÁ NASCE NO ODU IKAFUN E É TAMBÉM UM CONJUNTO DE REGRAS QUE SE DEVEM SEGUIR OU A QUE SE DEVEM AJUSTAR AS CONDUTAS, TAREFAS OU ATIVIDADES.


  1-  O AWÓ NÃO DIZ O QUE NÃO SABE.
  2-  O AWÓ NÃO FAZ CERIMÔNIAS, DAS QUAIS NÃO TEM CONHECIMENTO.
  3 - O AWÓ NÃO ENCAMINHA UMA PESSOA, POR UM CAMINHO FALSO.
  4 - O AWÓ NUNCA DEVE ENGANAR AS PESSOAS.
  5 - O AWÓ NÃO DEVE PRETENDER FAZER O SÁBIO, QUANDO NÃO ÉS.
  6 - O AWÓ DEVE SER HUMILDE E NÃO DEVE SER EGOCÊNTRICO.
  7 - O AWÓ NÃO DEVE SER FALSO E NEM MAL INTENCIONADO.
  8 - O AWÓ NÃO DEVE ROMPER AS PROIBIÇÕES E TABUS.
  9 - O AWÓ DEVE MANTER TODO SEUS UTENSÍLIOS LIMPOS.
10 - O AWÓ DEVE MANTER SEU ILÉ LIMPO.
11-  O AWÓ DEVE RESPEITAR AOS MAIS DÉBEIS TRATÁ-LOS BEM E COM RESPEITO.
12-  O AWÓ DEVE RESPEITAR E TRATAR BEM OS MAIORES.
13 - O AWÓ DEVE RESPEITAR AS LEIS MORAIS.
14 - O AWÓ NUNCA TRAI UM AMIGO.
15-  O AWÓ NÃO DEVE REVELAR OS SEGREDOS.
16-  O AWÓ RESPEITA AOS OUTROS AWÓ.

A HABILIDADE DE COMPORTAR-SE COM HONRA E OBEDECER AOS MANDAMENTOS, É DE
TOTAL RESPONSABILIDADE DO AWÓ.
ESTES MANDAMENTOS DE IFÁ, NÃO SÃO SOMENTE PARA OS BABALAWOS E OLUWOS, SÃO PARA TODOS OS CRENTES NA CULTURA RELIGIOSA.


5 comentários:

  1. Meu caro irmão de fé,

    Gostei muito de seu blog, muito responsável e construtivo. Como poucos. Sou também estudioso de nossa religião. mesmo que ainda recente. Meus estudos tem minha idade de iniciação, apenas 3 anos. Mas levo muito a sério o que faço. E é surpreendente o quanto há divergencias entre muitos conceitos e abordagens entre os estudos realizados. Por venho justificar meus comentários... não são afrontas, nem falta de respeito com seu trabalho , são dúvidas de fato...

    ah, se possível escreva sobre Odé Akeran.

    Assé Mojubá.

    ResponderExcluir
  2. Professor, boa tarde.
    Agradeço suas palavras, que só me dizem uma coisa: Estude mais,rs.
    Quanto a Odè akueran, eu até posso investigar e ver se publico alguma coisa, porém, a tradição ioruba não enxerga o culto a este caçador como um fim, Osòòsi sim é o objeto do culto, é esta energia que norteia todo o trabalho de fundamentar a iniciação do neófito.

    Ire o.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. É... realmente preciso estudar muito... tanto porque tenho plena consciencia que o conhecimento não tem fim, e que a verdade não existe. Existem verdades, concepções.... Tenho que estudar também para entender como e por que a vaidade é tão arraigada nos praticantes de nossa religião. Ela é composta de extremos. Pessoas totalmente ignorantes e pessoas muito sábias dentro da religião. O problema que as sábias e curiosas não se unem em favor de uma mesma idéia. Estabelece-se uma intensa masturbação de ego em que a disputa por provar quem é certo e quem é errado anula a essência espiritual... o sentimento... Orissá não se explica, se sente.

    Mas assé... a experiência de nosso contato não deixou de ser enriquecedora...

    ResponderExcluir
  5. Leia este texto, que escrevi e deixe seu depoimento no blog. será muito importante participar desta história.

    http://ocandomble.wordpress.com/2011/04/28/meu-orisa-lindo-e-maravilhoso/

    Ki ba se.

    ResponderExcluir

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.