sexta-feira, 4 de março de 2011

ITANS DE ETURUKPON-MEJI / OLOGBON-MEJI

ETURUKPON-MEJI / OLOGBON-MEJI

I I    I I
I I    I I
I      I
I I    I I
Eturukpon meji por outro lado conhecido como ologbon-meji revela como a faculdade da inteligência veio para o mundo. Esta revelação esta contida nos nomes dos Awo ou dos sacerdotes de Ifá que eram seus divinadores celestes. Seus nomes foram revelados no seguinte poema:

Ologbon logbon kii taa koko omi.
Omoron moron eekika yekpe Ode.
Okpitan eekpitan mun Ekiti,
Ubore jade leewa.

Significando:
Ninguém pode ser habilidoso o suficiente;
Para empacotar a água com sua roupa.
Ninguém pode ser inteligente o suficiente;
Para contar a areia da terra.
Nenhum sábio pode ser suficientemente conhecedor de provérbios;
Para revelar seus próprios segredos por meio de parábolas.
É também Ologbon meji que revelou como Ọrúnmilá e as outras divindades retornaram do mundo.
Antes de fornecer os detalhes desta revelação. É importante mencionar alguns dos trabalhos conhecidos que ele fez no céu.

OLOGBON FEZ DIVINAÇÃO PAR EKUN E PARA IFAA (O TIGRE E O GATO DO MATO).

Para o propósito deste capítulo, nós iremos nos referir ao Tigre como Ekun e ao gato do mato como Ogbo. Ogbo teve um sonho aterrorizante e decidiu ir a Ọrúnmilá para divinação. Ekun e Ogbo nasceram dos mesmos pais. Após divinar Ọrúnmilá disse a Ogbo que era necessário fazer sacrifício para sua cabeça com uma galinha da angola porque seu irmão, Ekun, estava tramando matá-lo para comer. Ele também foi avisado em abster-se de servir a cabeça de outras pessoas, não importando a proximidade do relacionamento. Acima de tudo, ele deveria ser muito cuidadoso e vigilante com todos os acontecimentos ao seu redor. Ele fez o sacrifício.
Ekun também foi a Ọrúnmilá para divinação no que fazer para ser capaz de matar seu irmão Ogbo para comer. Ele foi avisado a dar um bode a Èşu. Apesar de ele ter prometido ante Ọrúnmilá fazer o sacrifício, no entanto ele mudou seu pensamento no caminho para casa. Argumentou consigo que a carne de um bode que ele foi solicitado a sacrificar era tão rica quanto à do frágil Ogbo. Ele, por conseguinte se recusou a fazer o sacrifício. Ekun, entretanto abordou outros animais e prometeu se abstiver de matar qualquer um deles se pudessem atrair Ogbo para sua armadilha. Ele então disse lhes para persuadirem Ogbo em concordar a vir e servir sua (Ekun) cabeça, desta forma criando a oportunidade de capturá-lo. O leopardo, também nascido dos mesmos pais como os dois, se
ofereceu para convencer Ogbo.
Neste meio tempo, Ekun amarrou uma cabra com a qual servir sua cabeça. Depois disso, esfregou se corpo com óleo do fruto da palma para parecer doente. Quando o leopardo chegou até a casa de Ogbo, ele lhe disse que seu irmão Ekun estava muito doente e que o divinador tinha avisado que apenas ele, Ogbo, poderia salvá-lo servindo sua cabeça. Apesar de ele ter se lembrado da advertência dada a ele por Ọrúnmilá para não servir a cabeça de ninguém, ficou relutante em recusar o favor ao seu irmão. Contudo se encaminhou para a casa de seu irmão para servir sua cabeça. Chegando lá, encontrou todos os outros animais se apiedando com Ekun. Havia uma
atmosfera de indescritível melancolia e parecia como que se Ekun estivesse realmente a ponto de morrer. Contudo, olhando direto nos olhos de Ekun, Ogbo compreendeu de uma vez o que seu irmão estava pretendendo. Ele imediatamente propôs que a vítima sacrificial a cabra, deveria ser sacrificada por outro animal após o que ele utilizaria a cabeça decapitada da cabra para nomear a cabeça de Ekun de acordo com a tradição. Sua sugestão foi aceita, e a Hiena sacrificou a cabra e deu a cabeça para Ogbo. Quando Ogbo estava orando com a cabeça da cabra na mão, ele estava dançando constantemente para trás enquanto apontava a cabeça da cabra em direção aonde Ekun se situava. Quando ele fez isto, estava cantando. Ele louvou Ọrúnmilá que fez divinação para ele.

Desta Forma:

Ologbon logbon kii sebi Ojo,
Ifa bolo bolo niitee Ekun,
Odifafun funmi Olu Ifaa.
Mogbo, moru.
Eyiin eyiin lamujo, Eyiin jo are.
Quando ele cantou, ele permaneceu dançando para trás. Após agradecer a honra à distância, ele esfregou sua própria cabeça com o crânio da cabra e correu para longe. Quando Ekun viu a inesperada reviravolta dos fatos, acusou os outros animais ao redor dele por serem coniventes com a fuga de Ogbo. Ele imediatamente atacou e devorou alguns deles. Apesar de Ogbo ter sobrevivido a estratégia maléfica de Ekun por causa do sacrifício que ele fez, enquanto os projetos de Ekun contra Ogbo falharam em se materializar por causa do sacrifício que se recusou a fazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.