quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

ITANS DE ODI - MEJI

IDI MEJI FEZ DIVINAÇÃO PARA O SÊMEN E PARA A MENSTRUAÇÃO FEMININA.


SERÁ RELEMBRADO QUE NO COMEÇO DOS TEMPOS: plantas e animais não procriavam, da maneira que nós conhecemos hoje. Após a criação dos homens e das mulheres, eles apenas viviam juntos sem saber como procriar. Nós já vimos uma sinopse de como Èşu reposicionou a pélvis feminina da testa para o meio das pernas da mulher. A mulher não sabia o que fazer com a sua pélvis e o homem não sabia que seu pênis estava destinado para além da respiração.
O esperma e a menstruação que tinham então identidades separadas foram divinados pra casa de Idi Meji, onde eles encontraram seus criados chamados.

OGAN OFORÍ SO SIKI| OFOSE SO YEGBE
OFI AGBEDE GBEDE MEJI SON LEBE
IBO EFUN OBALE DE RUMU RUMU
AWON LO DIFA FUN ATO (OU EKUU EM BIN) ABUFUN ASE OU EHE EM BINI.

Sêmen e menstruação ambos estavam ansiosos para saber como procriarem. Deus os tinha criado enviando-os para usar sua própria inteligência, para dar um jeito de como procriar. Ambos foram avisados para fazer sacrifício com um..., ao sêmen foi dito para adicionar efun (giz),..., pano branco,..., e okro (quiabo). Menstruação por outro lado era para adicionar... e Osun para seu próprio sacrifício.
Providenciaram todo o material sacrificial e os sacerdotes usaram para preparar um remédio para
eles comerem.
Depois disso foi dito ao esperma para ir viver com o homem, enquanto que para a menstruação foi dita para visitar a mulher e ficar com ela por cinco dias após o dia 30 de cada mês.
Assim é como nos transformamos a criança de esperma e menstruação, através do homem e mulher.
Este é o tipo de remédio cujo sacerdote de Ifá prepara para quem este ansioso por procriar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.